Thursday, February 29, 2024
Notícias

Mambas perdem diante da Argélia

Os Mambas perderam por 0-2 ao receberem a Argélia, em jogo da segunda jornada do grupo G de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2026, cuja fase final vai ter lugar nos Estados Unidos de América, México e Canadá.

A selecção nacional tinha tudo para dar certo. Enfim… é mais um daqueles filmes de ficção cujo desfecho pode ser previsível. O início até foi tranquilo para os Mambas, que mostraram sinais de organização nos três sectores da equipa (defesa, meio-campo e ataque).

Destemida, a selecção da Argélia assumiu o protagonismo do jogo, ainda que não conseguisse traduzir o caul ofensivo em golos. Os argelinos sofreram uma contrariedade nos minutos iniciais do jogo com a saída, por lesão, de Aissa Mandi e Islam Slimani. Parecia que os deuses estivessem a favor do conjunto moçambicano. Boa leitura do jogo por parte dos Mambas.

Ratifo teve o golo nos pés. Rotação perfeita, remate colocado. Mandrea esteve atento evitando o pior com os punhos numa, diga-se, defesa de recurso. Momento de controlo do jogo.

Mexer subiu uns degraus da sua área de jurisdição. Remate intenso. E a muralha que se chama Mandrea estava lá. Mais uma defesa. Ernani também quis mostrar os seus reflexos.

Malembana aborda mal o lance e o guarda-redes moçambicano evitou o pior, naquele que poderia ter sido o primeiro golo dos argelinos. Ernani volta a ser solicitado.

Num remate à meia distância, o guardião moçambicano teve de se esticar à moda “homem elástico” para, com os punhos, evitar o golo da selecção do Norte de África.

DESASTROSO
Entrada segura na segunda parte. Os Mambas num dos seus melhores momentos. Mais esclarecido e com um jogo balançado ao ataque, o combinado nacional criava e recriava. Ainda assim, parecia ser uma missão utópica trilhar o caminho para a baliza.

Jogo de inteligência da Argélia, que não se tendo mostrado uma selecção perigosa jogava, às vezes, no limite do erro dos Mambas. Perda de bola de Shaquille na zona intermediária.

Fares Chaibi surgiu no momento certo. O atacante argelino não perdoou. Intranquilos! Mambas em crise de ideias. Tudo dava errado. Enfim, momento de total descaracterização.

Recém-lançado ao jogo, Zerrouk ampliou a vantagem, em mais uma perda de bola moçambicana, desta feita de David Malembana. Se perdendo com uma bola era difícil virar a partida, com dois ficou ainda complicado. Apesar da desvantagem, os Mambas não baixaram os braços.

Chiquinho Conde lançou novas unidades em campo na expectativa de dar outra frescura ao jogo. Debalde. A história já estava escrita. Não havia mais nada para fazer. Não foi desta.

Os Mambas somam três pontos na tabela classificativa do Grupo G, fruto da vitória, na última quinta-feira, no arranque da fase de qualificação para o mundial, diante do Botswana, por 3-2.

Leave a Response