Thursday, February 29, 2024
Notícias

FMF Awards: uma gala para celebrar quem tanto fez e faz pelo futebol!

A nata do futebol moçambicano reúne-se, esta quinta-feira, no Hotel Polana, para celebrar as figuras que deram vida pela modalidade rei ao longo dos 48 anos de Independência Nacional. Será um momento ímpar para, sob o lema “Paixão de Glória: Celebrando os Heróis do Futebol”, a Federação Moçambicana de Futebol curvar-se perante os desportistas que contribuíram com alma para o engrandecimento e elevação desta modalidade que tanta paixão gera entre os fazedores, amantes e patrocinadores.

Enfim, a FMF Gala Awards vai, na sua primeira edição, render homenagem a treinadores, futebolistas, dirigentes, bem como instituições desportivas nacionais, sendo que a organização instituiu para a cerimónia um total de 14 categorias.

Naquele que será um dos momentos altos da FMF Gala Awards, a selecção nacional de futebol, Mambas, vai ser homenageada pela qualificação ao Campeonato Africano das Nações, competição a realizar-se entre Janeiro e Fevereiro de 2024, na Costa do Marfim.

Mas não será apenas por este marco, 13 anos depois, que o combinado nacional merecerá distinção. Isto porque, ainda este ano, os Mambas foram nomeados para a CAF Awards, fruto da excelente campanha realizada na fase de acesso ao CAN, bem como a presença no CHAN.

A tarde/noite de reconhecimento vai compreender, ainda, homenagens a título póstumo, porquanto figuras como Joaquim João (JJ), Mário Esteves Coluna e Luís de Brito serão exaltadas pelo seu enorme e inestimável contributo para o desenvolvimento do futebol.

Coluna foi o primeiro campeão nacional de futebol ao serviço do histórico Textáfrica de Chimoio, clube que, por sinal, este ano regressou à alta roda do futebol moçambicano. Foi precisamente em 1976 que Coluna conduziu os “fabris do planalto” ao título.

O Monstro Sagrado, tal como é conhecido, foi ainda treinador do Ferroviário de Maputo e seleccionador nacional de futebol. Dirigiu, antes de perder a vida em 2014, a Federação Moçambicana de Futebol (199 a 2007).

Figura incontornável quando se fala do futebol moçambicano, Joaquim João fez-se no Ferroviário de Maputo, onde foi campeão nacional por diversas ocasiões, contando-se ainda passagens pelo Maxaquene. Joaquim João, tratado por “Homem Elástico”, foi capitão da selecção nacional de futebol durante o CAN 1986.

Consta ainda que JJ foi seleccionador-adjunto, para além de ter orientado o combinado nacional da categoria sub-20.

Homem do desporto, e pensador do torneio infanto-juvenil Bebec, Luis de Brito, vai ser reconhecido pelo seu papel para a descoberta de grandes estrelas do futebol moçambicano nesta competição, muitos dos quais que vieram a jogar pela selecção. De Brito faleceu em 1999, vítima de acidente de viação, quando regressava do vizinho eSwatini.

Leave a Response